quarta-feira, 30 de julho de 2008

Mais um blog intimista?


Sei o que as pessoas irão pensar: "Lá vem mais um blog intimista de um pseudo-poeta que quer canalizar a sua subjetividade na internet para que todos possam ler!".
Sim e não.
Esse blog é um espaço que tenho para expressar o que sinto, para colocar minhas palavras, por mais simples que sejam (sei que são). Quero me tornar eterno pela palavra (será presunção minha?), registrar aqui alguns versos, pensamentos, sentimentos, alegrias, reflexões, minha forma de ver o mundo e suas mazelas, comentar sobre literatura, música, cultura em geral.
Pode ser a minha forma de ver o mundo, mas também pode ser a forma que muitos o vêem. Não sei. Só sei de mim.

E o que sei de mim?
Sei que há em minha alma claros e escuros, certezas e dúvidas, sonhos e utopias, tudo e nada, flores e cinzas, manhãs e noites. Antíteses, paradoxos, figuras de linguagens que guardei, esqueci ou ainda não conheço. Palavras e versos que brotam nos pântanos recônditos de mim.
Não sei se alguém mais irá ler esse blog. Mas escrever me basta. Na verdade, sem escrever eu estaria morto.
Que seja, então, mais um blog intimista. Não sei escrever sobre culinária ou ciências exatas mesmo. Deixo o meu coração (muito mais que a razão) guiar-me nessa tarefa tão árdua que é escrever.
A inspiração vem da intuição e da emoção (isso mesmo, com todas as rimas).

ESPÓLIO
Deixarei vestígios
do que fui,
do que fiz um dia,
das lamentações,
das esperanças,
das lutas,
das vitórias,
das derrotas.

Deixarei roupas,
livros, discos e dor;
deixarei sonhos, anseios
e palavras minhas,
só minhas!

Deixarei dívidas,
remorsos, bens materiais
(talvez).

Deixarei um canto
que nunca cantei na vida,
deixarei principalmente
a minha alma registrada
em versos.

15/11/07 (Paulo Avila)






3 comentários:

___Psiquê___ disse...

Bem-vindo meu amigo! Parabéns pelo post, adorei! Beijos

Marcelo disse...

O q seria do mundo sem pessoas sensíveis como Paulo Avila????
com certeza 10 vezes pior qo que ele é!!!!
UM abraço amigo!!!
posso fazer um poedido especial???
a poesia Tempo.....
abraço!!!

CIDINHA disse...

Adorei seu blog, me senti até leve, lendo suas palavras. A vida é sempre corrida, e as vezes nos esquecemos dos detalhes e das pequenas coisas, como um por-do-sol, uma flor que se abriu,as vezes passamos varias vezes pelo mensmolugar sem observar suas belezas...mas é assim mesmo, um dia tudo fará sentido.Bjs