quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Respeito


Nunca fui politicamente correto. Nunca.

Pessoas não seguem bulas ou manuais de instrução, não são uniformizadas e nunca têm o mesmo pensamento.

No entanto, há sempre alguém querendo controlar, subjugar os outros. E esse mesmo alguém se acha no direito de manipular sentimentos, pensamentos e atos alheios.

Odeio pessoas assim, detesto! Considero indignas de viver.

Querem formas humanas, apenas. Nenhum conteúdo. Aparência e verniz, nada mais.

Liberdade de expressão. Liberdade de vida. Liberdade do espírito. Liberdade de cada um ser como é, sem discriminações e preconceitos.

Respeito ao diferente é tudo o que espero.

Nenhum comentário: