segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Despertando...


Cala e esquece.
Consente.
Revolta-se.

Desmente
se preciso for.

Seja prudente,
inconsequente.

Canta, chorra, sorri.

Vive para si.

Espera,
segue adiante.


Querem te calar,
querem te matar,

querem te impedir.

Resiste.

A noite se foi.

A tempestade persiste.

Perde-se dentro de si,
na loucura, no devaneio.


Desperta
e acorda renovada.

Um mundo inteiro
se esconde do lado de fora.

Acredite, minha amiga...

Vive,
ama intensamente,
pois apenas isso nos resta,
apenas isso nos importa nessa vida.

(Paulo Avila, 25/08/2008)



2 comentários:

Eurotica. disse...

putz parabéns
post muito bonito
você escreve muito cara, trabalha na área de humanas?

obrigada pela visita lá no meu blog:) ele foi rencentemente atualizado


www.cinta-a-liga.blogspot.com

E é atualizado de Segunda à Quinta:) Espero por sua opnião:) Beijos

___Psiquê___ disse...

Que lindo...A-D-O-R-E-I!!!